Programa Canteiro Escola vai ofertar 60 vagas em São Luís – Jornal Pequeno – MARANHÃO Hoje- Notícias, Esportes, Jogos ao vivo e mais

Foto: Reprodução

SÃO LUÍS – A Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), o Serviço Social da Indústria (SESI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) deram a largada para a 2ª Edição do Programa Canteiro Escola durante o início das comemorações do aniversário de 168 anos da Associação Comercial do Maranhão (ACM). Na oportunidade ocorreu a assinatura do Termo de Cooperação para Requalificação de dois monumentos simbólicos de São Luís: Palácio do Comércio (sede da ACM) e o Palácio Arquiepiscopal, localizado ao lado da Catedral de Nossa Senhora da Vitória.

O Programa é fruto da parceria público-privada entre a Prefeitura de São Luís, mediante a Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), as entidades do Sistema FIEMA –SESI e SENAI – Sinduscon-MA e Sebrae.

De acordo com o vice-presidente executivo da FIEMA e presidente do Sinduscon-MA, Fábio Nahuz, que representou o presidente da Federação, Edilson Baldez das Nevez na solenidade, as obras de conservação serão realizadas pelos alunos sob orientação de docentes especializados pelo SENAI-MA e dos técnicos da Fumph, em duas fases.

O projeto conta ainda com o suporte dos serviços do SESI-MA que vai realizar o atendimento ao trabalhador com os exames periódicos, observando as normas trabalhistas. Oferecerá ainda, o acompanhamento de engenheiros de segurança, equipamentos de proteção individual – EPI e engenheiros ambientais.

O início da primeira fase do Programa está previsto para agosto de 2022 e conclusão em dezembro do mesmo ano.

1ª EDIÇÃO DO CANTEIRO ESCOLA – As turmas certificadas na primeira edição do Programa Canteiro Escola foram dos cursos de Pedreiro de Revestimento e Pintor de Obras Imobiliárias. Cada um deles teve carga horária de 400h aulas práticas/pedagógicas, e os 27 alunos formados tiveram direito à bolsa-auxílio no valor de R$ 300,00, alimentação, transporte, fardamento e certificação de qualificação profissional emitida pelo SENAI.

Já a 2ª edição do Programa vai trabalhar na restauração da fachada do Palácio Arquiepiscopal e a fachada do Palácio do Comércio voltada para a Avenida Dom Pedro II. Serão 60 profissionais divididos em duas turmas com 30 vagas para Pedreiro de Alvenaria e 30 vagas para Pintor de Obras Imobiliárias, com a carga horária de 640 horas.

A fase seguinte terá carga horária de 400 horas e contemplará as fachadas do Palácio do Comércio voltadas para a Praça Benedito Leite e Rua de Nazaré, com 30 profissionais divididos em duas turmas, com 15 vagas para Pedreiro de Alvenaria e 15 vagas para Pintor de Obras Imobiliárias.

Ver comentários Carregando

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.