Guarani erra e perde do Sampaio, Série B

 

Guarani erra mais e perde do Sampaio, em jogo de erros

O merecido castigo ao Guarani, pelo empobrecimento de seu futebol, é segurar a lanterninha da competição com oito pontos dos 27 disputados

Jogo no Estádio Castelão em São Luís do Maranhão, na noite deste sábado, entre Sampaio Corrêa e Guarani, sequer parecia de Série B do Campeonato Brasileiro, pela forma com que a bola foi maltratada.

Erros de passes em abundância indicavam ao desavisado que naquele gramado estavam integrantes da Série C. Afora isso, erros grosseiros de ambos os lados em lances capitais resultaram em gols na vitória do Sampaio Corrêa por 2 a 1.

Atenção bugrino: o seu time sofreu gol do volante André Luiz, o mesmo que passou pela Ponte Preta sem deixar saudade.

O merecido castigo ao Guarani, pelo empobrecimento de seu futebol, é segurar a lanterninha da competição com oito pontos ganhos dos 27 disputados até aqui.

MADISON

De maneira afoita, como recomenda a mandantes, o Sampaio Corrêa se atirou ao ataque e ganhou um presentão logo aos cinco minutos, em pênalti infantil cometido pelo volante Madison sobre Allan, convertido pelo centroavante Gabriel Poveta, um minuto depois.

Afora o pênalti, registro durante o primeiro tempo apenas para finalizações de fora da área de ambos os lados, com Lukão quase traindo o goleiro Luiz Daniel e Gabriel Poveta exigindo precisão do goleiro bugrino Kozlinski.

CHAMUSCA

Foi o período em que prevaleceu maior competitividade do time da casa, enquanto a estratégia idealizada pelo treinador estreante do Guarani, Marcelo Chamusca, foi equivocada.

Com dois volantes essencialmente de contenção como Madison e Silas, já se sabendo que o lateral-esquerdo Eliel não apoiaria o ataque, e que o escalado atacante de beirada Yago não está entrosado com o lateral-direito Diogo Mateus para construções de jogadas, como o setor de ataque do Guarani seria alimentado, considerando-se que, bem marcado, o meia Giovanni Augusto foi quase anulado?

Por sorte do Guarani o Sampaio Corrêa abaixou as linhas ao estabelecer vantagem no placar, e mesmo assim ampliou para 2 a 0 devido à desatenção de seu setor defensivo.

Em cobrança de falta de longa distância, aos 19 minutos do segundo tempo, o chute rasteiro do lateral-direito Mateusinho encontrou o volante André Luiz livre, dentro da área, com trabalho de apenas tocar a bola para as redes.

Com a natural retração do time maranhense, e sem a devida organização de jogadas para contra-ataques visando o atacante Pimentinha, o lateral-esquerdo bugrino Eliel conseguiu ‘sobreviver’.

ELOIR ERRA

O Guarani apenas diminuiu a vantagem por causa da imprudência de Eloir, do Sampaio Corrêa, que derrubou o volante Rodrigo Andrade em lance rente a linha de fundo, sem maior consequência, já dentro da área.

O pênalti foi convertido por Giovanni Augusto aos 33 minutos do segundo tempo, abrindo perspectiva de que a partir dali o time bugrino pudesse esboçar reação em busca do empate.

E as trocas de Chamusca na equipe bugrina, com jogadores de características mais ofensivas, provocaram pressão de sua equipe nos minutos finais, obrigando o goleiro Luiz Daniel a praticar duas defesas difíceis.

Primeiro em finalização do meia Marcinho, que havia substituído Lukão, e depois em cabeçada do zagueiro Ernando.

RECONSTRUÇÃO

A incômoda situação do Guarani na classificação preocupa o seu torcedor.

É imperativo que a equipe reaja imediatamente já para o jogo da próxima quinta-feira, às 21h30, quando recepcionar o Vila Nova.

A vitória pode restabelecer parcialmente a confiança dos jogadores, e assim possibilitar que aos poucos Chamusca coloque em prática a sua filosofia de trabalho.

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também:

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.